Nu Pogodi

Alguém mais assistiu a esse ótimo desenho russo quando era criança?

Os episódios 4, 5 e 8 são os meus preferidos.

O tempo de cada um

Gordinho, boa gente, sempre com um simpático sorriso amarelo em seu rosto. Como de costume, come em um buffet livre, criando coloridas cordilheiras de alimentos em seu prato fundo. Como sempre, usa uma camisa branca, com alguns botões abertos e meio suja. Nas pernas, uma larga calça social, um pouco rasgada pelo uso, e desgastados sapatos pretos.

Em seus 26 anos de vida já tinha se apaixonado duas vezes, ambas sem sucesso. Hoje, quando ia começar a consumir a cadeia montanhosa com sua colher, se apaixonou pela terceira vez. A garota que lhe arrebatou se sentava a duas mesas de distância e comia somente um pouquinho de salada. No mesmo instante, o jovem se encheu de energia e tomou a decisão de mudar de vida, de emagrecer e quem sabe assim ter alguma chance com o sexo oposto.

Largou o prato e saiu rapidamente do restaurante. Quem sabe iria comprar uma flor para a menina ou talvez procurar uma academia nas proximidades.

De repente parou. Teve um infarto fulminante. Infelizmente já era muito tarde para ele.